Por: Bruno Arins

Redator do GPTW

Por: Bruno Arins

Redator do GPTW

2 julho, 2019 • 10:00

Na tentativa de valorizar a proatividade dos seus colaboradores, muitas empresas desenvolvem mecanismos de premiação financeira. Burocratizar as conquistas e apostar somente na compensação em dinheiro, no entanto, podem ter um efeito limitado. Enquanto esse tipo de recompensa é impessoal, efêmera e esperada, o reconhecimento é pessoal, permanente e surpreendente

Por isso, os consultores Annelise Royer, Arthur Prisco e Marcela Mariosa sugerem algumas dicas para você começar a valorizar os seus liderados.

1. Entenda o que é reconhecimento para o seu público

Programas de recompensas são impessoais justamente porque não consideram as particularidades de cada empresa. Antes de pensar em como reconhecer os seus colaboradores, procure conversar com o público interno para que ele entenda o propósito e a relevância do trabalho que realiza todos os dias. É nessas conversas que ficarão claras as expectativas e as necessidades de reconhecimento.

2. Adapte a persona conforme a área do colaborador

Mesmo em pequenas empresas, não existem duas pessoas motivadas exatamente da mesma maneira. Entender as expectativas individuais também passa por esse detalhe. Ao estabelecer uma persona corporativa absoluta, por exemplo, você elimina as possibilidades de valorizar os colaboradores do jeito que eles esperam. Não generalize nem limite os seus funcionários a estereótipos. Ao invés disso, faça o possível para criar personas distintas levando em consideração a diversidade na sua empresa.

3. Ofereça uma boa remuneração e benefícios atraentes

Ainda que salário e benefícios não sejam os principais fatores de permanência entre as empresas do ranking GPTW, isso não quer dizer que as pessoas não precisam ser reconhecidas financeiramente. Afinal, um excelente lugar para trabalhar é aquele que, dentre outras coisas, remunera os seus colaboradores de maneira justa. Assim como os benefícios, um salário adequado ao cargo, às responsabilidades e à produtividade do colaborador também é uma maneira de traduzir a valorização que você está em busca

4. Ao promover um funcionário, aumente o seu salário

Toda promoção é uma forma de reconhecimento, mas nem todo reconhecimento é uma forma de promoção. A promoção está ligada a um escopo de trabalho que, uma vez atendido ou superado, é reconhecido pela ascensão vertical de um colaborador júnior para um cargo pleno, por exemplo. Considerando que novas responsabilidades e tarefas serão somadas às anteriores e que as exigências serão maiores, é mais do que justo modificar também a sua remuneração. Ao deixar de fazer isso, você corre o risco de perder a confiança não apenas do colaborador promovido, mas de toda a equipe.

5. Conheça as pessoas que trabalham com você

Talvez essa seja a dica mais óbvia e, ao mesmo tempo, a mais eficiente: converse com as pessoas. Há muitos líderes que partem de pressupostos megalomaníacos e supõem que o reconhecimento depende só de bônus e promoções — práticas que, claro, são bem-vindas, mas não suficientes. Aqui, nós incentivamos o Giftwork, um conceito desenvolvido pelo fundador do GPTW e cuja aplicação custa pouco para quem oferece, mas pode significar muito para quem recebe. No TEDx do Cauê de Oliveira, nosso diretor de capacitação, você conhece a história da Andreia, que representa muito bem a proposta do Giftwork.

6. Ajuste as ações à realidade dos colaboradores

Quando se trata de reconhecimento, o como fazer é mais importante do que o que fazer. Por isso, conhecer as pessoas que trabalham com você também passa por entender a realidade delas e alinhar as expectativas de reconhecimento. Pode ser, por exemplo, que celebrar uma conquista em um restaurante sofisticado seja pouco acessível para a sua equipe, além de custar caro. Para evitar qualquer desconforto e acertar em cheio, aproxime-se dos seus colaboradores para perceber o que faz mais sentido para eles.

7. Crie um programa de reconhecimento por inovação

Se quem inova são as pessoas, elas precisam ser estimuladas a contribuir, certo? Com base nisso, muitas empresas desenvolvem mecanismos de reconhecimento de soluções inovadoras e que melhorem atividades, processos e produtos. Isso pode ser desenhado por meio de critérios que determinem, entre outras coisas, como as ideias podem ser sugeridas, por quem elas serão avaliadas e quais serão as premiações. Lembre-se de agir com transparência para garantir a adesão dos colaboradores ao programa.

Como você viu, o reconhecimento é mais simples do que podemos imaginar e não depende de esforços absurdos. Para entender melhor como colocar em prática essa ação e adaptá-la à diversidade presente na sua empresa, faça o download gratuito do ebook abaixo:

CTA Ebook Agradecer

Deixe seu Comentário

1 comentário

  • Postado por: Beatriz Bernardes Kern •

    Cauê,

    Muito obrigada por estes minutos de palestra tão linda, de tanta profundidade e que me emocionaram muito.
    Parabéns pelo trabalho que realiza!
    Um abraço,

    Beatriz

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se