Por: Admin

Por: Admin

18 outubro, 2021 • 7:44

Na noite de 18 de outubro, o Great Place to Work Brasil realizou a 25ª premiação do ranking anual das 150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil.

O evento on-line contou com a participação de funcionários das empresas e conseguiu manter a animação do público mesmo no formato virtual. No evento, o GPTW também comemorou as conquistas de 2021 e a maior transformação na história da organização: sua consolidação em um verdadeiro ecossistema.

Além do negócio mundial de diagnóstico de ambientes de trabalho e certificação de empresas, novas empresas foram criadas no Brasil, mantendo o perfil altamente inovador: Youleader, Weego, Jungle, Upper People e Partners. Com essas empresas, o GPTW aumenta a possibilidade de transformação dos negócios e da sociedade, colocando sempre as pessoas no centro da estratégia.

A Youleader nasce focada na capacitação e educação de liderança, como principal fator para qualquer empresa atingir um modelo de gestão realmente efetivo. Já a startup Weego nasce totalmente digital, oferecendo um processo escalável, individualizado e contínuo para o desenvolvimento de liderança em todos os níveis.

A outra startup, a Jungle, é focada no grande desafio da sociedade e empresas nos próximos anos: a saúde mental. Liderada por uma equipe médica, identifica a situação de saúde mental de cada colaborador da organização, acompanha sua evolução e prepara as lideranças para criar um ambiente saudável.

A Upper People é uma Plataforma Streaming de Aprendizagem, voltada para empresas que desejam transformar os seus modelos de educação corporativa. Para a Upper People, o aprender é contínuo ao longo da vida e cada pessoa é protagonista do seu aprendizado. Por fim, o Partners nasce com o objetivo de promover uma rede de consultores por todo o Brasil para se aproximar das empresas em todo o país.

Esta edição do prêmio também foi muito especial, pois, há exatos 25 anos, a consultoria divulgava o primeiro ranking de Melhores Empresas para Trabalhar no mundo. E foi aqui, no Brasil, que esse trabalho pioneiro de classificar e reconhecer empresas publicamente aconteceu, no ano de 1997, com 130 inscritas e 30 classificadas.

De lá para cá, muita coisa mudou. O avanço da tecnologia e a velocidade das mudanças impactaram a forma de viver, de trabalhar e, portanto, a forma de fazer gestão de pessoas. Práticas sofisticadas caducaram; conceitos pré-estabelecidos para classificar uma boa gestão de pessoas foram reavaliados e novas abordagens passaram a ser feitas. Mas a essência não mudou. A base de uma excelente empresa para trabalhar ainda está na sua capacidade de criar e manter relações de confiança com seu time, especialmente neste momento de pandemia. Ou seja, um Great Place to Work® precisa ser “for all”. Um bom ambiente de trabalho é aquele que é reconhecido como o melhor pelos seus colaboradores, priorizando as pessoas no centro de suas estratégias.

E foram os times que mais confiaram uns nos outros que se saíram melhor. Nesta 25ª edição Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil, mais de 4 mil empresas se inscreveram, representando aproximadamente 1,8 milhões de funcionários impactados. 150 empresas com as melhores práticas foram premiadas, sendo 10 com 10 mil ou mais funcionários, 70 com 1.000 a 9.999 funcionários, 35 médias (100 a 999 funcionários) e 35 médias multinacionais (100 a 999 funcionários).

A pesquisa foi realizada em duas etapas: quantitativa – é necessário que a empresa atinja a amostra mínima de funcionários e que obtenha uma nota igual ou superior a 70%. – e práticas culturais – uma vez atingidas as condições da primeira etapa, a empresa passa para a fase de avaliação das práticas.

Dentre os destaques das premiadas, 87% permitem que os funcionários participem de programas de voluntariado no horário de trabalho e 93% delas contam com alguém responsável por combater a discriminação e promover a diversidade. Outro indicador que posiciona as empresas como as melhores para trabalhar é o incentivo ao desenvolvimento: 87% oferecem programas de coaching, 84% oferecem bolsa de estudos para graduação ou pós e têm mentoring, 61% possuem faculdade interna, 74% oferecem bolsa para cursos de idiomas e 43% oferecem verba para usarem em desenvolvimento de sua escolha. Já em relação ao índice de velocidade da inovação, 22% estão em estágio acelerado.

Quando questionados sobre o motivo que levam os funcionários a permanecerem nas melhores Empresas do Brasil, percebe-se que a oportunidade de crescimento (46%), qualidade de vida (23%) e alinhamento de valores (16%) representam os funcionários com os mais altos índices de confiança. Os fatores seguintes são remuneração e benefícios (13%) e estabilidade (2%).

No índice de confiança, as empresas apresentaram crescimento em todas as dimensões, quando comparadas à edição anterior. No quesito credibilidade das lideranças para gerenciar pessoas e administrar negócios de forma geral (90), respeito das lideranças na relação com os funcionários tanto na questão pessoal como profissional (89), imparcialidade das lideranças com relação a todas as pessoas da equipe (88), orgulho de exercer a profissão e trabalhar nessa empresa (92), camaradagem entre colegas de trabalho e presença de sentimento de equipe (92).

O ranking também considera as questões afirmativas em que os funcionários das premiadas mais concordam. Destacam-se o orgulho, além da imparcialidade, a receptividade das pessoas e a forma pela qual se contribui com a sociedade:

98% As pessoas aqui são bem tratadas independentemente de sua cor ou etnia, orientação sexual, gênero e idade;
96% Tenho orgulho de contar a outras pessoas que trabalho aqui;
96% Quando se entra nesta organização, fazem você se sentir bem-vindo(a);
96% Este é um lugar fisicamente seguro para trabalhar;
95% Os gestores são honestos e éticos na condução dos negócios.

Na análise demográfica dos colaboradores que trabalham nas empresas, 55% são homens e 45%, mulheres. Na distribuição etária, 36% possuem entre 26 e 34 anos, 29% entre 35 e 44 anos, 21% até 25 anos, 11% entre 45 e 54 anos e 3% mais de 55 anos.

Outros dados das Melhores Empresas para Trabalhar®:

  • Os colaboradores geram 61% mais de riqueza per capita para suas organizações. E, em média, apresentam metade do turnover voluntário em relação às suas concorrentes.
  • São mais atrativas: as 150 Melhores Empresas para Trabalhar® do Brasil receberam 8,6 milhões de currículos no último ano, numa média de 57 mil por empresa.
  • Possuem ações 3 vezes mais rentáveis que o Ibovespa e faturam até 11 vezes mais que a média do seu setor de atuação.

Lista das premiadas: >10.000

Lista das empresas premiadas: 1.000 – 9.999

Lista das Empresas Premiadas: Médias Multinacionais

Lista das empresas premiadas: Médias Nacionais

Sobre o GPTW

O Great Place to Work é uma consultoria global que apoia organizações a obter melhores resultados por meio de uma cultura de confiança, alto desempenho e inovação. Com a missão de “construir uma sociedade melhor, transformando cada organização em um Great Place to Work for All”, está presente em 97 países, analisa mais de 10.000 empresas anualmente, o que corresponde a mais de 10 milhões de funcionários impactados no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 comentário

  • Postado por: Rafael

    Um sonho poder trabalhar em uma dessas empresas!

    Parabéns pelo trabalho e dedicação de todos que possibilitaram esses indicadores existirem e as empresas que fazem do seu ambiente um local melhor para todos.

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se