Por: Editor GPTW

Por: Editor GPTW

23 abril, 2019 • 4:27

Quantos livros você costuma ler por ano? Em tempos de redes sociais e de muitos conteúdos compartilhados, a leitura de um livro – seja ele físico ou virtual – tem ficado em segundo plano na vida de muita gente, especialmente do brasileiro. Historicamente pouco adepto ao hábito de leitura, o brasileiro costuma alegar a falta de tempo como principal motivo para não ler. Mas não é só isso.

Segundo a quarta edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, desenvolvida pelo Instituto Pró-Livro – que revelou que 44% da população brasileira não lê – a falta de gosto e de paciência pela leitura aparecem como outras fortes razões para não se abrir um livro.

De acordo com a pesquisa, o brasileiro lê em média apenas 2,43 livros “inteiros” por ano. É muito pouco para quem pretende ampliar seu repertório, sua cultura e se desenvolver.

Ok, mas o que ler? Essa é outra “desculpa” que muita gente dá para justificar a distância da leitura. Em meio à infinidade de obras – e o tempo escasso – fica realmente difícil selecionar quais livros podem ajudar a entender cenários, identificar tendências e gerar boas reflexões para o seu dia a dia.

Por isso, no Dia Internacional do Livro , decidimos dar uma mãozinha para você, perguntando a dez executivos de recursos humanos quais livros eles consideram essenciais para entender melhor a gestão de pessoas. A lista – com obras em português e inglês – vai além do óbvio corporativo. Porque repertório bom costuma ser abrangente e trazer diferentes abordagens para os desafios atuais do mundo do trabalho.

Aproveite as dicas e selecione sua próxima leitura de cabeceira.

  • A Quarta Revolução Industrial (Kluas Schwab)
    Resumo: esta obra descreve as principais características da nova revolução tecnológica e destaca as oportunidades e os dilemas que ela representa. O autor explica por que a Quarta Revolução Industrial é algo fabricado por nós mesmos e está sob nosso controle, e como as novas formas de colaboração e governança, acompanhadas por uma narrativa positiva e compartilhada, podem dar forma à nova Revolução Industrial para o benefício de todos.
  • Agile Talent – How to Source & Manage Outside Experts (Jon Younger e Norm Smallwood)
    Resumo: líderes em todos os lugares reconhecem que as estratégias “lean”, “agile” e “fast” exigem novas maneiras de acessar e alavancar talentos essenciais para preencher lacunas críticas. À medida que os gerentes buscam fontes não tradicionais de talento estratégico e experimentam formas rápidas e flexíveis de engajar esses especialistas, eles precisam de um novo roteiro. Este livro promete entregar esse roteiro.
  • Novo Código Da Cultura (Sandro Magaldi e José Salibi Netto
    Resumo: como posso começar a transformação necessária em meu negócio? Essa questão tem tirado o sono de muitos gestores que precisam se reinventar seu negócio para continuar existindo. Por um lado, o principal vetor da transformação no mundo do trabalho é a tecnologia, por outro, na essência das mudanças, estão as pessoas. Considerando que uma empresa é um agrupamento de pessoas reunidas em prol de um objetivo comum, é a cultura organizacional que dá o tom, unindo todo esse ecossistema. Com este livro, os autores  prometem ajudar o empreendedor a começar a transformação do seu negócio.
  • Homo-Deus e 21 Lições para o Século 21 (Yuval Harari)
    Resumo: o novo livro do autor de Sapiens e Homo Deus explora as grandes questões do presente e o que podemos fazer para melhorá-lo. Como podemos nos proteger de guerras nucleares, cataclismos ambientais e crises tecnológicas? O que fazer sobre a epidemia de fake news ou a ameaça do terrorismo? O que devemos ensinar aos nossos filhos?
  • RH de Dentro para Fora: Seis Competências para o Futuro da Área de Recursos Humanos (Dave Ulrich, Jon Younger, Wayne Broockbank e Mike Ulrich)
    Resumo: o RH pode agregar valor ao negócio? Pode e deve. É disso que trata este livro. Repleto de dicas para profissionais de RH e baseado em pesquisa dos autores, a obra vai ajudar o leitor a reconhecer as competências essenciais para o futuro da área.
  • Mindset – A Nova Psicologia do Sucesso (Carol S. Dweck)
    Resumo: Carol S. Dweck, professora de psicologia na Universidade Stanford e especialista internacional em sucesso e motivação, desenvolveu, ao longo de décadas de pesquisa, um conceito fundamental: a atitude mental com que encaramos a vida, que ela chama de “mindset”, é crucial para o sucesso. Dweck revela como o sucesso pode ser alcançado pela maneira como lidamos com nossos objetivos.
  • Mulher Alfa – Liderança que inspira (Cristiana Xavier de Brito)
    Resumo: esse não é um manual ou um guia de liderança. É um retrato da mulher brasileira contemporânea e uma homenagem à sua autenticidade, criatividade e resiliência para liderar sua vida pessoal e profissional. O livro destaca a liderança feminina brasileira e as suas características, dá voz a mulheres em diferentes campos de atuação, abre um diálogo sobre os dilemas da brasileira do século XXI e serve como fonte de inspiração para contemporâneas da sua geração e as futuras líderes deste país. Ele traz o perfil de dez líderes que se destacam por seu protagonismo.
  • Organizações Exponenciais (Salim Ismail, Michael S. Malone, Yuri Van Geest)
    Resumo: nenhuma empresa poderá acompanhar o ritmo de crescimento definido pelas organizações exponenciais, se não estiverem dispostas a realizar algo radicalmente novo e, no final de tudo, transformar. Uma nova visão da organização que seja tão tecnologicamente inteligente, adaptável e abrangente quanto o novo mundo em que vai operar. Os autores pesquisaram exaustivamente os padrões das empresas exponenciais mais importantes do mundo nos últimos seis anos, tais como Waze, Tesla, Airbnb e Netflix.
  • Powerful – Building a Culture of Freedom and Responsibility (Patty Mccord)
    Resumo: quando se trata de recrutar, motivar e criar grandes equipes, Patty McCord diz que a maioria das empresas entenderam tudo errado. McCord ajudou a criar a cultura única e de alto desempenho na Netflix, onde ela era diretora de talentos. Em seu novo livro, ela compartilha o que aprendeu lá e em outros lugares no Vale do Silício.
  • Reflexões Ácidas (Rodrigo Giaffredo)
    Resumo: a manutenção da nossa relevância profissional num futuro dominado pelo “digital” dependerá cada vez mais da nossa capacidade de sermos mais humanos. Neste livro, o autor convida o leitor a pensar a respeito de uma centena de pontos de atenção – e avaliar a quantas anda o seu protagonismo, quando o assunto é o rumo de sua própria vida.
  • Reflexões sobre grupos e organizações (Manfred Ketz de Vries)
    Resumo: guru em gestão e psicanálise, Manfred F. R. Kets de Vries examina os conceitos de saúde organizacional, desempenho e mudança. No livro, o autor lança mão de seus conhecimentos nas áreas de economia, gestão, psicologia e psicanálise para oferecer um novo olhar sobre temas como liderança e mudanças organizacionais.
  • Reinventando as Organizações – Um guia para criar organizações inspiradas no próximo estágio da consciência humana (Frederic Laloux)
    Resumo: um novo modelo organizacional está surgindo, prometendo uma revolução no local de trabalho. Frederic Laloux mostra que o próximo estágio da consciência humana está em curso e vai mudar a forma como os negócios são administrados.
  • Scrum – A Arte de Fazer o Dobro do Trabalho na Metade do Tempo (Jeff Sutherland)
    Resumo: o mundo vem sofrendo um processo de mudança contínuo cada vez mais acelerado. Para quem acredita que deve haver uma maneira mais eficiente de fazer as coisas, esse é um livro instigante sobre o processo de liderança e gestão que está transformando a maneira como vivemos.
  • Talent Wins (Ram Charam, Dominic Barton e Dennis Carey)
    Resumo: a maioria dos executivos de hoje reconhece a vantagem competitiva do capital humano e, no entanto, as práticas de talento que suas organizações usam estão presas no século 20. Os processos típicos de planejamento de talentos e RH são projetados para ambientes previsíveis, formas tradicionais de trabalho e organizações em que “linhas e caixas” ainda definem como as pessoas são gerenciadas. À medida que o trabalho e as organizações se tornam mais fluidos, as empresas devem lidar com talentos de novas maneiras para permanecer competitivas.
  • The Employee Experience Advantage (Jacob Morgan)
    Resumo: o engajamento dos funcionários se tornou a injeção de adrenalina de curto prazo que as organizações recorrem quando precisam aumentar suas pontuações de engajamento. Porém, em vez disso, as empresas deveriam se concentrar em proporcionar experiências aos funcionários. Esse é o projeto organizacional de longo prazo que conduz ao engajamento dos funcionários. Esta é a única solução a longo prazo. As organizações ficaram presas enfocando a causa em vez do efeito. A causa é a experiência do empregado; o efeito é uma força de trabalho engajada
  • Grandes Líderes de Pessoas (Daniela Diniz)
    Resumo: no final da década de 1980, a área de Recursos Humanos passou por uma revolução, saindo de uma posição meramente operacional para o centro estratégico do negócio. Se no passado o papel do líder de RH consistia em executar tarefas como folha de pagamento, contratações, demissões e negociação sindical, hoje sua responsabilidade vai além dos muros da organização. A ele cabe a missão de olhar para as pessoas, para o negócio e para a sociedade. Essa mudança no setor foi impulsionada por gestores que souberam alinhar as políticas e diretrizes da área de RH às estratégias das empresas e aos interesses dos funcionários. Para contar a evolução da área nos últimos 30 anos, principalmente no Brasil, a autora entrevistou os 14 líderes de Recursos Humanos mais influentes do país e, por meio de suas histórias profissionais, apresenta os principais avanços – e conquistas – da área ao longo desse período.

Deixe seu Comentário

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se