Por: GPTW em parceria com Youleader Brasil

Por: GPTW em parceria com Youleader Brasil

3 novembro, 2021 • 3:58

A diferença entre líder e gestor muitas vezes não é clara para os profissionais e para as empresas. Afinal de contas, frequentemente vemos os termos serem tratados como sinônimos, embora tenham significados diferentes.

Se o gestor não souber como mudar de papel diante de desafios de liderança, ele pode ter dificuldades para alcançar os resultados esperados pela empresa. Logo, sua atuação à frente da equipe não será efetiva.

Neste conteúdo, explicamos a diferença entre líder e gestor para tirar as suas dúvidas e incentivar o desenvolvimento de profissionais completos. Prossiga!

Entenda o que faz um gestor

O gestor é o responsável por garantir que a empresa alcance suas metas. Há pessoas neste cargo em todos os níveis organizacionais e departamentos.

Ao afirmarmos que nem todo gestor é um líder, não estamos desvalorizando a função. Gerir é uma das atividades mais importantes para o sucesso das empresas, portanto, é bom frisar que o bom líder também é um bom gestor.

Imagine que o gerente precise que seus vendedores façam horas extras. Se o comandante mandar ou convencer as pessoas, o resultado imediato será o mesmo: elas vão fazer horas extras. Porém, no longo prazo e com diversas decisões similares, as consequências da falta de habilidades de liderança são danos à percepção dos colaboradores sobre a empresa e à vontade de permanecer na equipe.

No exemplo dado, a decisão de gestão consistia em identificar a necessidade de realocar os colaboradores, solicitando as horas extras. Agora, fazer as pessoas se mobilizarem para o trabalho, mantendo um ambiente saudável, é uma ação de liderança, que envolve nossa capacidade de engajar e negociar soluções.

Um caso interessante para entender essas distinções é a liderança em tempos de COVID, que exigiu bastante da capacidade das pessoas à frente das equipes.

Descubra a diferença entre líder e gestor

O líder não é uma função no organograma da empresa, mas uma característica presente em certos indivíduos. Quem exerce a liderança é capaz de influenciar as pessoas a perseguir os objetivos comuns. Assim, seguidores agem não porque são obrigados, mas porque entendem ser o melhor para si ou para o grupo.

Qual a principal diferença entre um líder e um gestor?

A principal diferença entre líder e gestor é a independência da autoridade formal sobre os colaboradores, que é fruto dos poderes e responsabilidades do cargo. O líder conquista uma autoridade legitimada pelos próprios liderados, logo, o líder é um gestor, mas não necessariamente o gestor é um líder.

Um conceito interessante, nesse sentido, é a liderança informal. Em diversas equipes, existem pessoas que tomam a frente das discussões em nome do grupo mesmo que tenham um cargo em igual hierarquia que os colegas. O que demonstra que a liderança está ligada à influência, e não ao cargo.

Já o líder formal que tem cargo de gestão, exerce a liderança de forma direta, sem informalidades.

Posicionamento

O líder se posiciona como parte da equipe, embora seja a pessoa que vai guiar o grupo em busca dos objetivos comuns. Já o gestor exerce poderes de supervisão sobre os demais, logo, está em uma hierarquia superior no organograma da empresa.

Tomada de decisão

O líder costuma incentivar a participação das pessoas nos processos de tomada de decisão, enquanto o gestor tende a decidir por si. Ao se verem como parte do processo, as pessoas têm uma tendência ao engajamento e comprometimento com o resultado da discussão, desde que a escolha seja produto de um processo justo.

Consequentemente, a liderança usa dessa ferramenta para aumentar a influência e construir uma autoridade legítima diante dos membros da equipe.

Orientação e foco

As atividades de gestão costumam ser orientadas para tarefas: destinar recursos financeiros, organizar os fluxos de trabalho, delegar tarefas, etc. Por sua vez, a liderança olha para as pessoas: gerir conflitos, negociar soluções, motivar os profissionais, etc.

Estilo de atuação

A relação de gestão é mais transacional: o colaborador deseja salários, benefícios e experiência, e o gestor é a pessoa com os meios para atender a essas expectativas. Já a liderança é mais transformacional e busca a produtividade por meio do sentido e significado no trabalho, relação de confiança, alinhamento com os valores da empresa, etc.

Vale ressaltar que a liderança é bastante situacional. A mesma pessoa pode ser líder em alguns contextos e seguidor em outros. Por exemplo, um colaborador pode ser um membro da equipe na empresa, mas estar à frente de uma associação comunitária e resolver problemas do seu bairro.

O mais importante é adotar iniciativas de desenvolvimento contínuo para transformar os gestores em líderes, por meio de metodologias de educação. Com isso, a pessoa saberá qual é a melhor abordagem em cada situação, tendo mecanismos para mobilizar os colaboradores em prol dos objetivos da organização, sem recorrer à autoridade formal quando ela é desnecessária.

Resumidamente, embora exista uma diferença entre líder e gestor, as funções se complementam, pois os cargos de supervisão, gerência e afins costumam exigir ambas as competências. Por isso, vale a pena transformar gestores competentes em verdadeiros líderes, a fim de contar com profissionais completos nas posições-chave.

Para aprofundar o tema deste conteúdo, confira também o infográfico com as diferenças entre líder e chefe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se