Por: Andrea Tenuta

Head Comercial Maturi

Por: Andrea Tenuta

Head Comercial Maturi

21 março, 2022 • 5:23

Tenho duas vizinhas mulheres que sofrem preconceito etário, mas nem se dão conta. Uma tem 24 anos e ocupa um cargo de liderança em uma empresa e área extremamente masculina. A outra tem 57 anos com uma bagagem incrível, se viu sem emprego na pandemia e com dificuldade de se recolocar, resolveu empreender, pois desacredita em seu potencial “a essa altura da vida”, como ela mesma me disse.

Ambas lutam, diariamente, para não serem paradas pelo etarismo e machismo, mas a verdade é que mulheres possuem desafios adicionais pelo simples fato de serem mulheres. Quando adicionamos o fato de serem jovens demais ou maduras demais, tudo potencializa.

Você sabia que 26% da população brasileira é composta por pessoas 50+ (com 50 anos ou mais), sendo que 15% são mulheres? Pela experiência da Maturi, parceira do GPTW no Ranking GPTW 50+, esse público gira em torno de 3% a 5% do quadro de funcionários das empresas e, em sua maioria, são pessoas que envelheceram nas empresas e não que foram contratadas na maturidade. Dentre as 150 Melhores Empresas para Trabalhar em 2021, apenas 17 têm mulheres na presidência. Ao analisarmos o quadro geral, a situação também é preocupante: somente 24% dos cargos de alta liderança são ocupados por mulheres e 40% da média liderança, enquanto em outras posições a ocupação é de 46%.

Em alguns poucos dados é possível perceber que temos muitas oportunidades para transformar tanto na sociedade quanto no mundo corporativo.

A idade não pode mais ser um fator determinante para uma carreira de sucesso ou ainda uma causa para uma demissão precoce. Os maturis, como carinhosamente chamamos os profissionais 50+, tem muito a oferecer para as empresas e a sociedade, apesar da luta diária contra o etarismo no mundo corporativo.

Veja alguns exemplos:

  • O mundo que conhecemos e habitamos tendo o conceito da evolução humana como base, nasceu de um maturi. O cientista e pesquisador naturalista, Charles Darwin, dedicou a vida às suas teorias, mas foi apenas em 1859, com 50 anos, que ele escreveu o seu livro revolucionário: “A Origem das Espécies”.
  • E se hoje você devora um Big Mac, saiba que o McDonald´s, a rede de hambúrgueres mais famosa do mundo foi inventada pelo Ray Croc, em 1954, quando tinha 52 anos.
  • Trazendo um pouco mais para atualidade, Elon Musk, também um cinquentão, está indo para o espaço e criando carros elétricos com a Tesla, segundo os padrões da indústria automobilística que vem lá dos tempos do Ford Model T, cujo fundador que leva seu nome, apresentou seu sucesso ao mundo aos 45 anos.
  • E como estamos falando em automóveis, podemos lembrar de um meme da internet que diz: “Depois de certa idade, todos são iguais ao Fusca. O que vale é o estado de conservação e não o ano de fabricação”.

É preciso combater o etarismo com todas as nossas forças, com a mesma potência que já temos consciência da luta contra o machismo e tantos outros ismos.

E a sua empresa? Já adota boas práticas para a inclusão de profissionais com mais de 50 anos? Entenda como funciona a Certificação do GPTW e participe do Ranking GPTW 50+!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se