Por: Larissa Noronha

Analista de Marketing e Social Media no GPTW Brasil

Por: Larissa Noronha

Analista de Marketing e Social Media no GPTW Brasil

22 julho, 2022 • 10:14

O que Certificação GPTW e marca empregadora têm a ver? Entenda como o selo de excelente lugar para trabalhar ajuda a sua empresa a se destacar!

Todas as pessoas, em algum momento de suas vidas, já tiveram alguma empresa que admiravam e sonhavam em fazer parte. Isso acontece devido a uma forte marca empregadora – em inglês, employer branding -, ou seja, a imagem que a empresa proporciona aos seus colaboradores e que é repassada ao público externo.

Para chegar a este patamar, de ser desejada por diversos talentos, é necessário que a empresa seja, na prática, um excelente ambiente de trabalho. É o que busca a Jornada de Certificação e Rankings GPTW, uma jornada para ouvir os funcionários, entender as práticas da organização, evoluir a partir dos planos de ação e conquistar o tão almejado selo de Great Place to Work

A partir disso, muitas portas são abertas e oportunidades são criadas, possibilitando uma maior visibilidade de mercado e inúmeras vantagens perante aos concorrentes, como uma reputação para lá de positiva, a atração dos melhores candidatos para o crescimento da empresa e um aumento significativo nos resultados financeiros do negócio.

Construção de uma reputação positiva

A reputação de uma empresa é tão essencial que pode ser um divisor de águas na busca por crescimento de mercado e pelo conhecimento do público. De acordo com uma pesquisa feita pelo State of the Connected Customer, 70% das pessoas respondentes afirmaram que a confiabilidade da marca é fator decisivo na hora de realizar uma compra. Um exemplo disso é a marca Magazine Luiza, eleita a Melhor Empresa para Trabalhar no Ranking GPTW Brasil em 2021

Só de citarmos a Magalu, diversas características positivas já vêm automaticamente em nossa memória, como a diversidade e inclusão que a empresa promove, o avanço tecnológico no setor de e-commerce no país e toda a revolução criada por trás da Lu, influenciadora virtual da marca.

Toda essa reputação positiva construída por trás da Magazine Luiza fez com que a empresa se tornasse o maior varejo do Brasil, sendo cobiçada por diversos investidores e colocada como objetivo de carreira na vida de diversos profissionais. Afinal, quem não quer investir ou trabalhar na empresa que mais proporciona um excelente ambiente de trabalho aos seus colaboradores? 

Atração dos melhores talentos

Segundo o nosso Relatório de Tendências de Gestão de Pessoas em 2022, do ponto de vista das empresas, a “falta de profissionais com qualificação para o cargo” foi apontada como a principal dificuldade para preencher vagas em aberto por 84,7% dos respondentes. Isso nos leva à conclusão de que, sim, o número de vagas é maior do que o número de candidatos adequados. 

Quando paramos para pensar, percebemos que este dado faz total sentido. Afinal, os melhores talentos passaram anos e anos estudando, se aperfeiçoando, se especializando em suas áreas e desejam, no mínimo, ainda segundo o relatório, trabalhar em uma organização que promova “realização pessoal, qualidade de vida e boas oportunidades de desenvolvimento”.  

É simples: se a empresa não proporciona qualquer um desses fatores, (que têm relação direta com uma boa gestão de pessoas) a probabilidade de demissão por parte dos colaboradores é muito maior do que naquelas que já introduziram estes conceitos em seus valores, que são bases fundamentais para ser um Great Place to Work.

Crescimento de lucro exponencial

Outro ponto a ser levado em consideração é o fato de que quando a empresa investe em employer branding, ela está investindo, também, no crescimento de lucro exponencial.

Segundo uma pesquisa feita pelo LinkedIn, uma marca que aposta na estratégia de ser vista como um excelente lugar para trabalhar – expressão também adotada para se referir às empresas com a Certificação GPTW – consegue reduzir em até 43% os gastos com recrutamento e seleção. Isso acontece devido à baixa taxa de turnover (rotatividade dos colaboradores) e a um fit cultural mais assertivo entre a empresa e os talentos.

Aliado a isso, temos o aumento da produtividade dos colaboradores e um sentimento de pertencimento à organização muito mais visível, contribuindo em uma busca mais assertiva aos objetivos de negócio e, claro, à geração de lucro. Isso explica o fato de as empresas com o selo GPTW possuírem ações 3 vezes mais rentáveis que o Ibovespa e faturarem até 11 vezes mais que a média do seu setor de atuação.

Apesar de todos os pontos levantados acima, construir uma forte marca empregadora não é uma tarefa fácil e de curto prazo. Mas quando a empresa dá o primeiro passo rumo à aquisição da Jornada de Certificação e Ranking GPTW, com certeza ela já está saindo na frente perante aos concorrentes. 

Isso acontece porque é primordial olhar para dentro, escutar os funcionários e saber quais são os pontos fortes e fracos que impactam as relações internas da organização. A partir disso, planos de ação poderão ser tomados e, aos poucos, serão repassados pelos próprios colaboradores ao público externo, o que vai fazer a marca começar a ser vista como referência em employer branding

Todo esse ciclo é o que representa ser um Great Place to Work e é uma das formas mais confiáveis de reforçar um ambiente de trabalho que preza pelo bem-estar das pessoas acima de tudo.

Quer descobrir como a sua empresa pode ser reconhecida como um excelente lugar para trabalhar? Saiba mais sobre a Jornada de Certificação e participe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se