Por: Great Place To Work®

Por: Great Place To Work®

26 maio, 2023 • 11:25

Você entende como funciona o Great Place To Work?

Você, líder ou colaborador, que está chegando agora na nossa página, certamente já ouviu falar de nós. Afinal, não nascemos ontem. Temos quase 30 anos de história e nossa fama é global. Estamos em 97 países, entramos em mais de 10 mil empresas por ano e já ouvimos mais de 12 milhões de funcionários. Só no Brasil, onde a gente carrega o título de pioneiro nesse negócio de ouvir funcionários, são mais de 6 mil empresas e mais de 2 milhões e meio de pessoas impactadas pela nossa pesquisa.

Talvez a nossa fama tenha chegado em você, mas você sabe exatamente como funciona o Great Place To Work®?  Se você só “ouviu falar” ou está na dúvida sobre as etapas do processo ou ainda anda se deparando com algumas mensagens negativas nas redes sociais, por favor leia atentamente os pontos abaixo.

Como funciona o Great Place To Work e nossa metodologia?

A metodologia da pesquisa que dá origem às Melhores Empresas Para Trabalhar™ é fruto de um trabalho minucioso de escuta dos funcionários que, desde a década de 80, vem alcançando milhares de pessoas ao redor do mundo. Nosso questionário aborda vários aspectos do relacionamento do funcionário no ambiente de trabalho (desenvolvimento, liderança, comunicação, reconhecimento, benefícios dentre tantos outros) e, a partir de sua percepção, a empresa recebe uma nota.

O processo de resposta é individual, sigiloso e anônimo

Toda empresa que opta por aplicar nossa pesquisa, se compromete a seguir as regras do processo assinadas no Termo de Compromisso. Isso significa que ela não pode obrigar o funcionário a responder a pesquisa; cobrar respostas; coagir ou ainda atrelar prêmios à participação na pesquisa.

Portanto, se você é colaborador e foi sorteado a responder a nossa pesquisa saiba que esse é um momento seu. Você responde se quiser, quando quiser, como quiser e sem dar seu nome. Qualquer suspeita de manipulação na pesquisa, entre em contato com nosso CANAL DE AUDITORIA: [email protected] para que analisemos o seu caso, de forma também sigilosa.

Não comercializamos selo

Uma das dúvidas que mais surgem dentre as histórias que andam contando sobre nós é a compra dos selos. Nossa empresa tem fins lucrativos e, portanto, nosso processo de aplicação da pesquisa é pago. Mas para que a empresa receba um selo GPTW, além de  contar com a amostra mínima de funcionários respondentes (que varia de acordo com o tamanho da empresa), 7 a cada 10 funcionários precisam avaliar a empresa de forma favorável (mínimo de 70% no nível de satisfação ou no Índice de Confiança, como chamamos por aqui). Hoje temos cerca de 6 mil clientes e quase 3 mil empresas certificadas. Pois é, nem toda empresa que participa do nosso processo ganha selo. E vale dizer também que nem toda empresa que conquista o selo é perfeita. Sabe por quê? Resposta abaixo.

Não existe empresa perfeita

A seriedade do nosso trabalho e o rigor de nossas análises de pesquisa não apenas permitiram que nossa metodologia se tornasse um poderoso termômetro e guia no mundo dos negócios, mas possibilitaram também que as empresas “GPTW” se tornassem uma referência no mundo do trabalho, apontadas como vanguardistas em suas práticas de gestão de pessoas. Isso não significa, porém, que elas sejam perfeitas. Todas, sem exceção, têm pontos a melhorar. Temos organizações que aplicam nossa pesquisa há mais de 20 anos e todos os anos elas pegam pontos a evoluir, a modificar, aperfeiçoar. Aí está a beleza e o desafio deste trabalho: ele não tem fim, é um projeto contínuo.

Ser GPTW é consequência, não simplesmente uma meta

Se sua intenção é buscar o selo para ficar bem na fita apenas, cuidado. O processo de pesquisa é como já dito um amplo trabalho de escuta que visa você a aperfeiçoar suas políticas e práticas de gestão de pessoas. O resultado da pesquisa mostra o seu nível de maturidade na relação de confiança com seu colaborador, visando sempre a construção de um ambiente melhor. É saudável ter o selo como uma meta a ser perseguida desde que você entenda que esse objetivo é fruto de um trabalho que coloca as pessoas no centro da estratégia e não simplesmente um projeto de marketing.

Há diferenças entre ser “Ranqueada” e ser “Certificada

Essa é outra confusão que costuma aparecer quando falam da gente. Poucos sabem, mas vou contar aqui para você que temos dois processos. O primeiro, o de certificação, que se baseia exclusivamente na percepção do funcionário sobre seu ambiente de trabalho por meio das respostas ao nosso questionário. Como já mencionado, se a empresa obtiver um mínimo de 70% de satisfação, ela será certificada.

O segundo é o processo do ranking. Para ser uma empresa ranqueada entre as melhores para trabalhar no Brasil, no estado ou no setor, é preciso: 1) ser certificada; e 2) enviar um conjunto de suas práticas de gestão de pessoas que será avaliado pela nossa equipe de pesquisadores. O funil é maior. Só no passado, por exemplo, 4 mil empresas participaram do processo de pesquisa. Desse total, 60% conquistaram o selo de CERTIFICADA em bom ambiente de trabalho. Mas apenas 3,75% foram listadas no Ranking Nacional, que classifica as Melhores Empresas Para Trabalhar™ no país.

Práticas indevidas de trabalho

É muito importante reforçarmos que somos veemente contra toda prática indevida de trabalho. Nenhuma empresa envolvida em denúncias relacionadas a qualquer ato lesivo à administração pública, nacional ou estrangeira, que utilize mão de obra escrava, infantil ou mantenha trabalho irregular de adolescente e ambientes insalubres poderá sequer se candidatar à Certificação e ao Ranking GPTW. Tais práticas repudiáveis identificadas a qualquer tempo acarretam perda sumária da Certificação e desclassificação do Ranking GPTW.

Temos uma missão nobre e um compromisso com o futuro

Nossa missão é construir uma sociedade melhor, transformando cada organização em um Great Place To Work® para todos. Temos muito orgulho de cada empresa que, a partir do nosso processo e metodologia de escuta, melhorou sua relação com os funcionários, impactando assim a vida de milhares de pessoas. Temos consciência também do quanto a sociedade tem mudado exigindo novas práticas e comportamentos das organizações.

O mundo mudou. E o mundo do trabalho também. E nossa metodologia vem evoluindo para acompanhar essas transformações. Temos condições hoje de avaliar os níveis de liderança de cada empresa, o índice de inovação da organização e reconhecer quem faz realmente uma gestão para todos, de forma abrangente e igualitária por meio de um novo algoritmo. Afinal, hoje, uma boa empresa para trabalhar precisar se boa para todos, independente de suas origens, cargos ou qualquer diversidade. Mais do que isso: precisa impactar todos, um desafio para nosso novo capítulo na história.

Estamos evoluindo nosso processo de escuta e amplificando a voz de cada profissional no ambiente do trabalho. Não é uma tarefa simples, mas ela fica mais fácil quando temos cada um de vocês com a gente. Estamos abertos para contar um pouco da nossa história, explicar cada passo da nossa metodologia e, principalmente, ouvir sugestões de como podemos melhorar. O nosso trabalho impacta o seu e o seu trabalho impacta toda uma sociedade. Vamos juntos construir um mundo melhor?

Agora que você entendeu como funciona o Great Place To Work, aproveite a visita para começar a sua jornada de certificação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se