Por: Admin

Por: Admin

4 maio, 2022 • 11:30

A motivação de colaboradores e colaboradoras é fundamental para o crescimento da empresa — e um bom programa de incentivo para funcionários e funcionárias pode ser ótimo para ajudar nessa motivação. Muitos talentos valorizam a organização quando também se sentem valorizados pelos benefícios que os incentivos oferecem.

Quanto mais satisfeitos, mais produtivos os colaboradores se tornam, o que contribui para um ambiente de trabalho saudável e construtivo. Esse é também um cenário favorável ao desenvolvimento organizacional e crescimento do negócio.

Mas, o que é um programa de incentivo ao funcionário? Neste post explicamos como funciona e quais são os benefícios para a organização. Continue lendo e veja os passos para implementar um bom plano na sua empresa!

O que é o programa de incentivo ao funcionário?

Um sistema de metas e recompensas, um conjunto de políticas de encorajamento, um método de estímulo à produtividade, uma estratégia de engajamento e motivação — tudo isso conceitua um programa de incentivo ao funcionário.

A ideia é criar uma forma de estimular colaboradores e colaboradoras a manterem o comprometimento com o trabalho e com a excelência das entregas. Uma troca justa, pautada no reconhecimento e no merecimento, aliada aos ganhos para o negócio.

Com um bom programa, a empresa tem mais chances de alcançar um nível máximo de desempenho, visto que a equipe sabe que valerá a pena. Entre objetivos e metas ousadas, todos se unem em prol de um mesmo propósito para que, ao final, sejam recompensados pelo empenho.

A definição do incentivo depende do perfil da empresa, dos colaboradores e até mesmo da condição financeira para investimento. Alguns exemplos são viagens de fim de semana, vale produtos, vale compras, cursos presenciais ou EAD, entre outros.

Quais são os benefícios que ele pode trazer para uma empresa?

O que a empresa ganha ao incentivar as equipes em seu trabalho? O estímulo, por si só, é um importante combustível na rotina diária. Quando vem acompanhado de recompensas, torna-se ainda mais atraente para os times e válido para as estratégias da gestão de pessoas.

Ao criar um programa voltado a agraciar quem se esforça e apresenta bons resultados, a empresa se beneficia com a mudança no comportamento dos colaboradores e colaboradoras, e no modo como se enxergam dentro da organização.

Veja as vantagens dessa prática!

Aumento do engajamento

Os laços pessoais e profissionais que colaboradores(as) criam com a empresa dependem muito de como eles(as) se sentem, e isso é engajamento. É preciso mais do que um salário e alguns benefícios para que um talento permaneça.

Com atrativos complementares, o colaborador tende a se envolver mais com o negócio da empresa, participando ativamente das atividades. Esse é um ponto importante, considerando que o senso de pertencimento leva os talentos a agirem como donos e se preocuparem mais com as entregas.

Aumento da produtividade

Equipes engajadas e motivadas se dedicam ao trabalho e são mais produtivas, visto que enxergam no incentivo um ganho a mais, mesmo que não seja monetário. Para profissionais que almejam o crescimento na carreira, receber incentivo é uma troca positiva de satisfação por produtividade.

O incentivo chega como uma forma de reconhecimento e valorização — o que é bom para despertar nos times a vontade de estar na empresa diariamente. É importante que o(a) colaborador(a) perceba que terá benefícios para se render mais e contribuir para os resultados da empresa.

Colaboração para difundir a cultura da organização

O “vestir a camisa” tem muito a ver com a sintonia do fit cultural de cada colaborador(a) com a cultura organizacional. Com isso, o profissional que, além da remuneração e dos benefícios tradicionalmente oferecidos, recebe recompensas por um bom trabalho, fará questão de promover as boas políticas da empresa.

Quando faz isso, acredita que realmente trabalha em um lugar excelente e terá orgulho de ostentar a marca. Como parte essencial do negócio, os talentos se fundem aos valores e crenças, natural e conscientemente.

Melhora do clima organizacional

Uma atmosfera de incentivo e valorização só faz criar um ambiente saudável, em que pessoas trabalham felizes em prol de um mesmo objetivo. Ter um clima organizacional favorável contribui para relacionamentos positivos e colaborativos.

A rotina diária pode ser desgastante, no entanto, quando o ambiente é bom, as horas não são sentidas como peso, mas sim como oportunidade de produzir e ver resultados. O programa de incentivo une as pessoas e faz com que todos trabalhem com mais entusiasmo, fortalecendo o clima.

Permanência de talentos

É fato que colaboradores(as) satisfeitos(as) e que vislumbram o crescimento dentro da própria empresa permanecem por mais tempo. O incentivo pode ser um bom motivo para não se buscar oportunidades no mercado.

As metas passam a ter um sentido diferenciado, visto que ser recompensado só depende do desempenho individual. Pode também ocorrer uma premiação por equipes, que impulsiona o senso de responsabilidade e retribuição, uns pelos outros.

Como implementar passo a passo um plano de incentivo para funcionários?

Antes de implementar um programa de incentivo é importante avaliar o que faz sentido para a empresa e para os talentos. A gestão pode atuar em conjunto com líderes e RH, analisando as alternativas, para então chegar a uma decisão.

Trouxemos um passo a passo de como você pode colocar esse plano em prática!

Criação de um plano de ação

Um plano de ação vai ajudar a desenhar a estrutura de benefícios existentes e o que é preciso fazer para implementar o programa de modo eficiente. Um bom planejamento vai garantir ações mais corretas, uma vez que, instituído o incentivo, não é recomendado que a empresa suspenda a qualquer momento e sem um motivo aparente.

Definição do incentivo a ser difundido

O próximo passo, depois do levantamento de ideias e elaboração do plano de ação, é definir qual incentivo é mais viável e se contemplará todos os setores e colaboradores(as). Normalmente aplicável a equipes que trabalham com metas e prazos apertados, nem sempre faz sentido para outros departamentos.

No entanto, um mesmo incentivo pode ser aplicado de diferentes formas, dependendo do nível de responsabilidade e envolvimento das áreas e profissionais. Exemplo disso são as áreas de vendas e compras, que atuam interligadas, mas com pesos diferentes nos resultados.

Estabelecimento de prazos e metas

Para que o programa saia do campo da teoria e passe à prática, é fundamental definir prazos e metas. De nada adianta disseminar uma nova política e não ter planejado quando os(as) colaboradores(as) terão acesso à recompensa.

O sucesso de um programa como esse está diretamente relacionado à produtividade dos times, certos de que receberão o que foi prometido. Portanto, no plano de ação, construa uma aba com o prazo de implementação, as metas que precisam ser batidas e quando os talentos participantes serão agraciados.

A transparência do planejamento é o que vai dar credibilidade ao programa de incentivo e fazer com que os talentos, engajados e motivados, não meçam esforços para superar as expectativas, por isso, serem recompensados. Gostou do post? Que tal aproveitar a visita e conferir mais um artigo interessante, dessa vez sobre como engajar os colaboradores e mantê-los motivados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se