Por: Admin

Por: Admin

6 maio, 2022 • 11:21

Na busca por vantagens competitivas, as empresas precisam avaliar não apenas diferenciais momentâneos, mas práticas sustentáveis. Essas vantagens podem nascer de diferentes fontes, como tecnologia e melhoria do clima organizacional. E, sem dúvidas, uma das mais importantes é a aprendizagem organizacional.

Empresas que aprendem continuamente são mais aptas a responder às mudanças no ambiente de negócios e manterem sua competitividade no longo prazo. Afinal de contas, contam com colaboradores alinhados, produtivos e eficientes em busca de seus objetivos.

Que tal entender um pouco mais sobre o que é aprendizagem organizacional e como usar essa ferramenta para produzir vantagens competitivas sustentáveis? Continue a leitura e confira nossas dicas!

O que é aprendizagem organizacional?

A aprendizagem organizacional é uma característica das empresas que desenvolvem competências continuamente, ao nível individual, grupal ou estrutural. Portanto, estão constantemente se atualizando e buscando melhorias.

Nesse sentido, além de ser um valor defendido pela empresa, o aprendizado deve fazer parte do comportamento organizacional. É preciso que, nos diferentes níveis (individual, grupal e estrutural) existam ações concretas voltadas para a atualização e crescimento do capital humano.

O aprendizado, portanto, deixa de ser um momento específico e formal, tornando-se uma prática contínua. Não à toa, será mais comum pensar em desenvolvimento de pessoas que em treinamentos.

No desenvolvimento, o colaborador não realizará apenas um treinamento para a função e será considerado pronto. Ao longo de toda sua jornada na empresa, serão identificadas as necessidades de capacitação e oferecidas condições para que essas lacunas possam ser satisfeitas.

Portanto, as pessoas estarão em constante aprendizado e, a partir do aprendizado coordenado delas, a própria organização começa a se desenvolver. Ademais, se o conjunto de colaboradores ser torna mais atualizado, criativo, eficiente etc., a organização se coloca com mais competitividade no mercado.

Quais são os benefícios para colaboradores e empresas?

A aprendizagem organizacional ajuda a construir vantagens competitivas sustentáveis. São ganhos que, além de facilitarem a realização da estratégia de negócios, podem ser mantidos no longo prazo.

Isso acontece porque essas vantagens não virão de cobranças excessivas, desequilíbrio entre vida pessoal e profissional, entre outros excessos. A organização buscará seus objetivos, melhorando as competências profissionais.

Inclusive, no processo, os colaboradores estarão mais satisfeitos. Afinal, terão uma organização que reconhece potenciais e oferece perspectiva de crescimento, a partir de treinamento e desenvolvimento de pessoas.

Então, confira os principais diferenciais construídos a partir da aprendizagem organizacional.

Aumente a eficiência nas atividades diárias

Os colaboradores terão mais conhecimentos e habilidades para realizar suas tarefas dentro dos padrões de qualidade esperados. Além disso, podem aumentar a produtividade, trabalhando bem, em vez de trabalharem muito.

Igualmente, talentos preparados trazem a segurança em relação a delegar poderes e responsabilidades. Se os colaboradores são competentes, é possível conceder mais autonomia e reduzir a quantidade de decisões que precisam passar pela liderança, tornando as atividades mais ágeis e eficientes.

Enfim, contar com uma equipe de alta performance é a principal vantagem competitiva construída a partir da aprendizagem organizacional.

Melhore a satisfação dos clientes finais

As competências profissionais influenciam a eficiência e a qualidade das entregas realizadas para os clientes. Portanto, melhora a satisfação do cliente com os produtos e serviços recebidos.

Outra área influenciada é o atendimento. A partir de soft skills, como comunicação assertiva, escuta ativa, iniciativa e empatia, o tratamento oferecido pode ser humanizado, atendo, proativo e eficiente. Por isso, a capacitação está diretamente ligada à experiência do cliente.

Construa um ambiente inovador

Junto a outros fatores, como a cultura de confiança, a aprendizagem organizacional é um dos pontos decisivos para promover a inovação. Isso porque, a capacitação e atualização contínuas fazem surgir novas propostas de solução para problemas, processos, produtos, serviços etc.

Uma vez que essas ideias nascem, líderes e colaboradores podem ser capacitados para oferecer um tratamento mais adequado a elas. Entender como experimentar novas práticas, contribuir com ajustes, coletar feedbacks e diversas outras ações podem aprendidas para facilitar o processo criativo.

Compartilhar conhecimentos

A aprendizagem organizacional cria comportamentos ligados à troca de informações e experiências. Assim, as pessoas estão constantemente apreendendo umas com as outras, tornando o nível de conhecimento mais uniforme entre os colaboradores.

É uma prática importante, por exemplo, quando ocorre a sucessão. Quando existe o compartilhamento de conhecimentos, é mais fácil encontrar alguém dentro da equipe para suprir uma saída, pois as pessoas estão na mesma página sobre diversos assuntos do trabalho.

Obter o retorno financeiro

Ao atingir metas de aprendizado e crescimento, a empresa influencia a qualidade dos processos internos e a capacidade de atender aos clientes. Por isso, ações voltadas para o clima organizacional, crescimento do capital humano, aprendizagem organizacional contam com um excelente retorno do investimento.

Na prática, essas e outras práticas de gestão de pessoas afetam as causas e encaminham resultados financeiros melhores. Logo, são uma ótima estratégia para reduzir custos, criar fontes de receitas, aumentar o faturamento e ter mais lucratividade.

Como a aprendizagem organizacional funciona na prática?

As iniciativas para ajudar a organização em seus processos de aprendizagem podem acontecer em diferentes níveis. Para implementar esse conceito e começar a construir vantagens competitivas, dê atenção especial as seguintes práticas.

Faça o benchmarking

O benchmarking é uma técnica em que buscamos inspiração em outras organizações. A partir da comparação com empresas que superaram desafios similares aos que enfrentamos, criamos modelos para promover melhorias internas. É um processo de aprendizagem que pode ser utilizado com diferentes propósitos.

Considere, por exemplo, temas como promover a diversidade e inclusão, incentivar a inovação e melhorar o bem-estar no trabalho, entre outros objetivos. Em vez de construir soluções do zero, é possível buscar a inspiração em empresas que já tiveram sucesso nessas práticas, usando esse benchmarking para orientar as mudanças internas.

A própria pesquisa de clima organizacional é um mecanismo bastante prático para usar do benchmarking. No GPTW, por exemplo, comparamos os resultados das empresas com o desempenho das melhores organizações, o que permite definir a distância para alcançar as práticas mais adequadas de gestão de pessoas.

Ao saber em que está errado e em que está acertando, a empresa consegue aprender e buscar competências para satisfazer as lacunas mapeadas. Logo, aproxima-se do modelo de sucesso, chamado de benchmark.

Utilize da aprendizagem cultural

A empresa também pode redefinir sua cultura, inserido a aprendizagem contínua como parte de seus valores organizacionais. Ao tomar atitudes visíveis no sentido de incentivar o desenvolvimento, as pessoas estarão mais incentivadas a se manterem atualizadas.

Além disso, o sistema de incentivos da organização precisa reconhecer as pessoas que aprendem continuamente. Não basta ter o discurso como parte da comunicação interna, deve valer a pena investir no aperfeiçoamento pessoal e profissional com ações concretas. feedbacks positivos, oportunidades de carreira e benefícios, por exemplo.

As mudanças na cultura da empresa começam por elementos externos. À medida que as práticas voltadas para o aprendizado forem reforçadas, gradativamente tendem a ser tornar valores e pressuposições básicas, sendo compartilhadas internamente pelas pessoas, consolidando-se como parte do dia a dia da empresa.

Realize consultorias externas

Em diversas situações, a empresa pode recorrer a consultorias para aprender com especialistas em determinadas áreas. Com essa prática, consegue-se acelerar melhorias que, sem o auxílio externo, seria necessário mais tempo de aprendizado para serem implementadas pela organização.

A partir da pesquisa do GPTW, por exemplo,as empresas contam com um diagnóstico do clima, da liderança, inovação, dentre outros. Portanto, empresas que estão enfrentando desafios nessas áreas podem contar com o apoio necessário para entender suas necessidades de melhoria e implementar novas práticas.

Estimule a aprendizagem social

A empresa pode incentivar as pessoas a aprenderem umas com as outras. Com isso, estimula-se não apenas uma cultura de aprendizado, mas de colaboração entre os talentos que trabalham na organização.

Uma forma de colocar em prática é incentivar especialistas e líderes a produzirem conteúdo internamente. Usando de Lives, workshops, entrevistas, treinamentos e outros materiais, podemos disseminar conhecimentos e reconhecer os profissionais aptos a serem professores.

Outra prática interessante é a rotação de cargos. Nela, um profissional em desenvolvimento é alocado em diferentes funções ao longo de certo período, desenvolvendo competências e conhecendo o funcionamento de diferentes setores da organização.

É uma boa medida, por exemplo, para preparar lideranças com conhecimento de todas as partes do sistema que é a organização.

Um terceiro exemplo é a criação de redes sociais internas, em que existam grupos ou fóruns para trocar informações. Lá os conteúdos produzidos pela organização podem ser centralizados, bem como contar com os colaboradores para compartilharem conhecimento.

Desenvolva pessoas

O processo-chave para a aprendizagem organizacional é o desenvolvimento de pessoas. Nele, os talentos recebem acompanhamento e aperfeiçoamento contínuos, tendo em vista as necessidades atuais e futuras.

Um ponto importante é a formação de liderança. Quem está à frente de um time contribui para o desenvolvimento dos membros da equipe, dando feedbacks, escutando, dando o exemplo, fornecendo orientações sobre o trabalho etc. Há um efeito multiplicador do conhecimento quando as lideranças estão bem preparadas.

No desenvolvimento de líderes e colaboradores, também é muito importante contar com o apoio de avaliações de desempenho e análises de dados. Com esses recursos, é possível realizar um diagnóstico mais claro das necessidades de desenvolvimento e direcionar as capacitações para que tenham mais impacto na vida e no trabalho dos colaboradores.

Hoje, esse processo pode ser facilitado com a educação a distância. Em ambientes virtuais, a empresa pode facilitar a rotina de aprendizado dos colaboradores com flexibilidade de horários, conteúdos divididos em pílulas, questionários de avaliação automatizados, entre outras ferramentas.

Em síntese, o uso da aprendizagem organizacional para construir vantagens competitivas depende bastante da compreensão de quais são as lacunas de desenvolvimento. A partir daí, será possível escolher soluções de educação mais adequadas e causar um impacto positivo na empresa, com mais produtividade, eficiência e inovação no ambiente de trabalho.

Para saber mais sobre como criar uma excelente cultura organizacional e complementar a sua leitura, conheça as melhores práticas para fortalecer a cultura da sua empresa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se