Por: GPTW

Por: GPTW

14 setembro, 2021 • 1:11

As intervenções estratégicas do RH mostram a evolução do departamento que antes atuava executando atividades operacionais e agora cada vez mais desempenha um papel de destaque.

O futuro do RH revela uma participação ativa nas decisões da empresa considerando seu perfil estratégico e conciliador. Em meio à gestão de pessoas, aplicação de políticas diversas e desenvolvimento individual dos colaboradores, o RH se tornou um grande aliado.

Se antes, o departamento tinha uma função meramente operacional e burocrática, agora, sua atuação tem se tornado imprescindível para alinhar as necessidades dos colaboradores aos objetivos da empresa — uma espécie de mediação de interesses.

Com este post vamos entender como surgiu o conceito de RH do futuro. Continue lendo e saiba quais são as tendências e perspectivas que vem pela frente e o que esperar para a área!

Como surgiu o conceito de RH do futuro?

A participação do RH nas decisões estratégicas tem sido cada vez mais requisitada, sobretudo, quando envolve o desenvolvimento e a performance dos talentos.

Muito além de recrutar e selecionar profissionais para compor equipes, o RH é hoje responsável por encontrar talentos de fit ideal à cultura organizacional. Assim, o processo de onboarding torna-se muito mais do que boas-vindas ao recém-contratado, mas um acompanhamento sistemático de adaptabilidade.

Além dos métodos diferenciados de trabalho, o RH se vale de ferramentas revolucionárias para acelerar as demandas. Isso porque, as mudanças no mercado são constantes e por vezes inesperadas, o que exige alterações, muitas vezes, não planejadas.

O RH tradicional vai se distanciando e dando lugar a uma área mais participativa que interfere, positivamente, na rotina de trabalho, para melhorar o desempenho geral das equipes. É um suporte essencial aos gestores que precisam de apoio para lidar com os mais variados perfis.

Quais são as principais tendências para o RH?

Apesar de continuar responsável pela parte burocrática e operacional que envolve os colaboradores, o RH avançou. Entre documentações, cálculo de folha de pagamento, gestão de benefícios e gerenciamento dos aspectos legais, as atividades foram expandidas.

O RH se tornou mais abrangente, com espaço para as tendências futuras, se mantendo em uma posição estratégica e de apoio às decisões da empresa. Esse conceito exige atualização constante, adaptação à transformação digital e desenvolvimento de competências e habilidades para lidar com as variáveis.

Elencamos algumas das tendências em que a área está inserida e mostram como será o RH no futuro!

Mudanças nas atividades do setor

No formato tradicional o RH tinha um papel secundário, de apoio operacional e burocrático. A tendência é de uma área com atividades mais importantes, assumindo o protagonismo da gestão de pessoas.

Dessa forma, a atividade principal mudará o foco para o desenvolvimento e crescimento dos profissionais dentro da empresa para obter melhores resultados. Para isso, acompanhará de perto o desempenho pessoal e coletivo, além de cuidar para manter um ambiente de trabalho saudável, de clima organizacional favorável.

Flexibilidade dos gestores

O novo papel do RH tornará a área um pilar da gestão de pessoas e suporte integral aos gestores. Cientes da importância de contar com a ajuda de especialistas na intermediação do relacionamento com as equipes, a tendência é de haver maior flexibilidade das lideranças.

Muitos gestores são tecnicamente competentes na gestão de processos, mas apresentam deficiência na liderança de pessoas. O RH é, portanto, um elo de motivação e aproximação entre líderes e liderados.

Gestão orientada a dados

A análise preditiva já é uma realidade na maioria das empresas e o RH não ficará para trás na utilização de dados para nortear a gestão de pessoas. As decisões terão maior embasamento em informações consistentes, extraídas da infinidade de dados gerados e não apenas na intuição e achismo.

Termos como People Analytics, Big Data e Business Intelligence, são familiarizados com a nova condição de considerar a análise de dados na tomada de decisão. Essas ferramentas permitem a coleta e o cruzamento de dados capazes de produzir indicadores e métricas essenciais para traçar objetivos e metas alcançáveis.

Automação de processos

A tecnologia avançada permitiu a criação de sistemas e automação que permitem implementação de processos digitais nas organizações, sobretudo, na área de RH. A digitalização facilitará cada vez mais a execução e acompanhamento das atividades.

Da gestão operacional e burocrática às estratégias de desenvolvimento de habilidades e competências. O futuro do RH é ser uma área de demandas ágeis e resultados efetivos, devido à consistência rastreável de sua performance.

Trabalho colaborativo

A comunicação é um dos maiores trunfos do RH nos propósitos de integração de toda a empresa visando uma atuação centralizada no mesmo objetivo. Para alcançar os resultados esperados é preciso, contudo, que o trabalho seja colaborativo.

O RH tem não só a missão de facilitar a integração dos colaboradores ou estimular o desenvolvimento e crescimento na carreira, mas mostrar que o trabalho colaborativo pode ser eficaz e produtivo — quando as pessoas se ajudam, tendem a um crescimento equilibrado, de oportunidades para todos.

Foco no fator humano

Sabemos que o capital humano é um dos bens mais preciosos de uma empresa e o quanto cuidar da jornada do colaborador é importante para atrair e reter talentos. Uma das fortes tendências do RH para o futuro é balancear o trabalho das equipes em um possível modelo híbrido de atuação, mantendo o nível motivacional elevado.

É primordial assegurar que os colaboradores estão confortáveis em suas posições e atentar para suas necessidades, sobretudo, e atividades realizadas à distância. O desafio do RH será manter a equipe engajada, produtiva e unida tanto no ambiente físico, quanto virtual.

Uso de softwares

Para ter uma gestão baseada em dados e os processos automatizados, o RH precisará de softwares especializados. Além de agilidade no desempenho geral do setor, será mais fácil se conectar e interagir com as outras áreas.

Um software integrado permite que os gestores participem de todos os processos que envolvem suas equipes, enquanto o RH tem acesso às principais necessidades das áreas — isso faz da tecnologia um importante recurso de integração das informações, reduzindo a morosidade dos processos e possível impacto nos resultados de cada setor.

Com um sistema especializado de gestão de pessoas, o RH terá condições de realizar processos de recrutamento e seleção online, filtrar os melhores perfis, mapear o perfil comportamental dos colaboradores, gerenciar as atividades operacionais e interagir nas principais redes onde se encontram os talentos.

Como o GPTW pode ajudar o RH a se consolidar diante das tendências?

Em sua terceira edição de pesquisa de tendências de gestão de pessoas, o Great Place to Work (GPTW), publicou o relatório referente ao ano de 2021, trazendo insights do que será o futuro do RH.

Considerando os desafios enfrentados no ano anterior e as tendências do ano corrente, muito se espera de transformação na área. Temas como comunicação interna, adaptação dos colaboradores, saúde mental, mindset das lideranças, inovação, diversidade e inclusão, figuram entre os principais elementos.

É nesse contexto que o GPTW pode ajudar sua empresa, ou seja, auxiliar na adaptação às mudanças mais significativas. Nossa consultoria é voltada a entender as práticas existentes na sua organização e fechar um diagnóstico institucional para incorporar novas tendências e ideias.

A Certificação GPTW confere às empresas o título de excelente lugar para trabalhar e posicionamento de destaque no ranking, fortalecendo a imagem de marca empregadora. Ao ouvir os colaboradores será possível entender onde e como promover melhorias, tanto no clima organizacional, quanto na performance.

Com a opinião dos colaboradores e geração de dados concretos será mais fácil tomar decisões, que beneficiem profissionais e organização. É fundamental ter objetivos que estejam alinhados às perspectivas das pessoas, para que elas se tornem pertencentes e promotoras naturais da sua marca.

O futuro do RH está diretamente ligado à capacidade que uma empresa terá de atrair e reter os melhores talentos, desenvolver suas habilidades e competências, criar um consistente plano de carreira e oferecer um ambiente favorável para que cada funcionário dê o melhor de si — uma jornada de transformação para tornar sua organização em um Great Place do Work.

Sendo o capital humano uma das maiores riquezas de uma empresa, o RH do futuro deve concentrar suas ações no gerenciamento amplo das atividades estratégicas e criação de planos bem elaboradores de desenvolvimento individual e crescimento na carreira.

Gostou do post? Que tal aproveitar para acessar o nosso site e conhecer em detalhes o trabalho que podemos desenvolver para ajudar sua empresa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se