Por: GPTW

Por: GPTW

24 novembro, 2020 • 1:43

A contratação e permanência dos profissionais de TI é uma questão estratégica. Isso porque, à medida que a tecnologia se tornou vital para as organizações, cresceu a importância das pessoas responsáveis por liderar a transformação e melhoria das empresas. 

Ocorre que nem sempre é fácil encontrar candidatos. Além da competitividade elevada, fruto do grande número de interessados nos talentos do setor, existe o desafio de identificar a pessoa certa, diante um cenário que muda a todo momento. 

Por isso, a proposta deste conteúdo é oferecer informações para que você enxergue os desafios com mais clareza e aplique medidas corretivas na gestão de talentos. Continue a leitura e melhore os resultados da sua empresa na contratação e permanência de profissionais de TI! 

Quais são desafios da contratação de profissionais de TI? 

O cenário para RH pode ser bastante difícil em relação à contratação de profissionais de TI, principalmente se o setor conta com uma baixa maturidade e a empresa não tem atributos de marca empregadora relacionados a inovação e tecnologia. Entenda! 

Escassez de talentos

Em primeiro lugar, como mostra pesquisa de Escassez de Talentos realizada pelo Manpowergroup, o Brasil vive uma carência de profissionais competentes, de modo que 52% dos recrutadores relatam dificuldades para contratar. Nesse cenário, o setor de TI aparece como o quinto em que existe menor oferta de talentos. 

Competitividade

A consequência natural da falta de profissionais qualificados é o aumento da concorrência entre as empresas. Ademais, essa disputa pelos talentos se traduz em competitividade salarial, busca pela contratação de pessoas empregadas, agilidade no fechamento de contratações e opções para o candidato. 

Dificuldades de encontrar soft skills

Durante um estudo no Revolução das Competências, o ManpowerGroup identifica as competências mais desejadas e difíceis de encontrar nos profissionais de TI. O cenário é o seguinte: 

Mais buscadas: 

  • comunicação; 
  • resolução de problemas; 
  • colaboração. 

Mais difíceis de encontrar: 

  • comunicação; 
  • liderança; 
  • resolução de problemas.  

Perceba os obstáculos. Duas das competências de maior interesse são escassas nos candidatos: resolução de problemas e comunicação. Aliado a isso, a liderança, que é um assunto fundamental para a produtividade, motivação e engajamento do time, também está em falta.  

Desatualização das hard skills

As competências técnicas igualmente são um desafio. Os softwares e hardwares mudam rapidamente, gerando uma constante demanda por reciclagem e atualização dos profissionais, que nem sempre acompanham o ritmo da tecnologia. 

Quais são as características dos profissionais de TI? 

Para enfrentar os desafios apontados, é importante entender um pouco mais sobre as características do setor de TI e dos profissionais que dele participam. As pesquisas e estudos sobre o tema trazem, pelo menos, cinco aspectos-chave. 

Os profissionais de TI querem liderar a tecnologia

Conforme esclarece o Guia Salarial da Robert Half de 2020, o nível de evolução tecnológica da empresa pode ser mais importante do que cargos, salários e benefícios do candidato. Assim, se a organização está defasada em relação às práticas e soluções adotadas, essa será uma vulnerabilidade diante de marcas empregadores mais ligadas à inovação. 

Buscam processos seletivos ágeis

O Guia Salarial também alerta para necessidade de agilizar e otimizar os processos de contratação. As colocações no mercado de TI são distribuídas e ocupadas com muito dinamismo. Logo, se, ao identificar o profissional certo, a empresa demora para efetivar a contratação ou perde muito tempo avaliando outros perfis, os riscos de perder o talento são elevados. 

Querem estar conectados com o propósito da empresa

Uma terceira característica é o alinhamento de valores e de propósito ser decisivo para contratar os melhores profissionais. Para isso, é importante trabalhar o Employer Branding. Atributos positivos, como inovação, agilidade e eficácia são os valores que inspiram muitos desses profissionais e devem fazer parte da marca empregadora da sua empresa.

Assumem os riscos do trabalho temporário

Outro dado interessante vem da Análise de Tendências e Salários LATAM 2020 da Hays, os profissionais de TI são os mais dispostos a trabalhar como temporário ou terceirizado, com 43% de interessados na pesquisa. Isso pode dar origem a estratégias do RH, principalmente se for necessário um aumento repentino de capacidade produtiva ou mais tempo para avaliar o candidato.

Tem perspectiva de aumento de vagas

Do relatório de Escassez de Talentos, também existe a previsão de oportunidades para os talentos da área. A pesquisa estima uma tendência de aumento no número de contratações nos próximos anos em 9%, o que pode tornar a disputa pelos talentos ainda mais acirrada. Afinal, o setor está aquecido para os profissionais qualificados.

Como favorecer a permanência dos profissionais de TI?

O ponto central da permanência de talentos é oferecer uma Employee Value Proposition (EVP) competitiva. A proposta de valor deve ir além de salários e benefícios financeiros, abrangendo o conjunto de experiências vividas no ambiente de trabalho. 

Em artigo recente, listamos os principais componentes de um bom EVP, com base no que os profissionais consideram relevantes ao decidirem por ficar nas suas empresas: 

  • perspectiva de crescimento — 46%
  • qualidade de vida — 22%
  • alinhamento de valores — 14%
  • remuneração e benefícios — 14%
  • estabilidade — 2%.  

A forma mais eficaz de saber se o que a sua empresa entrega é suficiente para manter os talentos é ouvir os próprios colaboradores. Uma pesquisa de clima organizacional dará o diagnóstico completo e apontará prioridades e pontos de melhoria. Logo, é uma ação estratégica, que pode ser utilizada antes de pensar em medidas corretivas. 

Quais são as boas práticas para atrair e manter os talentos de TI?

Para você ser mais efetivo na contratação e permanência de profissionais de TI, reunimos as boas práticas nesse tópico final. Elas podem ser implementadas imediatamente ou como ferramenta para trabalhar os resultados da pesquisa de clima organizacional

Aposte no Employer Branding

A marca empregadora é o meio pelo qual os talentos avaliam o alinhamento de valores com a organização. Por isso, ao trabalhar o Employer Branding corretamente, você aumenta as chances de contratar pessoas com fit cultural e, posteriormente, delas se adaptarem à empresa. 

Melhore a avaliação de hard e soft skills

O ideal é que o RH faça um estudo aprofundado das competências desejadas no setor de TI, ouvindo principalmente os líderes do departamento. Além disso, procure não focar apenas nas competências técnicas, mas também nas comportamentais.

Ah! Uma dica importante é priorizar a capacidade de aprender. Como o cenário muda e nem sempre o profissional será completo, essa habilidade é um trunfo para que, no longo prazo, o profissional continue a entregar valor para empresa.

Invista em tendências tecnológicas

Ter bons equipamentos e novidades no setor de TI é uma excelente estratégia para tornar a EVP mais atrativa. Como visto, uma das características dos profissionais da área é o desejo de liderar a inovação e estar à frente em relação às tecnologias.   

Mantenha a remuneração competitiva

Outro diferencial é avaliar a remuneração com cuidado, verificando a competitividade da empresa em relação às vagas de concorrentes, pesquisas salariais e demais organizações. Além disso, opte por uma postura proativa para reduzir a distância dos salários internos com os praticados pelo mercado.  

Ofereça flexibilidade 

O trabalho de Tecnologia da Informação admite maiores variações de horários e modelos de trabalho. O home office, por exemplo, pode ser uma excelente alternativa para dar mais flexibilidade ao profissional. 

Lembre-se, por fim, de que a transformação digital exige uma transformação cultural na sua empresa. As mudanças concretas em relação a ser mais inovadora, oferecer experiências positivas e construir uma marca empregadora impulsionam os processos de gestão de talentos. 

Sendo assim, para alcançar resultados relevantes na contratação e permanência de profissionais de TI, pense a mudança de forma mais ampla e trabalhe os valores, crenças e clima organizacional. Com essa mentalidade, as medidas sugeridas serão muito mais efetivas. 

Para estudar o tema mais a fundo, acesse o conteúdo “Atração e Retenção de Talentos” e complemente a sua leitura sobre as melhores práticas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se