Por: Caroline Maffezzolli

Diretora de Marketing Digital e Vendas GPTW

Por: Caroline Maffezzolli

Diretora de Marketing Digital e Vendas GPTW

10 junho, 2022 • 11:18

O recrutamento preditivo usa da análise de dados para identificar candidatos com potencial para os cargos da empresa.

Adotar um processo seletivo ágil e qualificado é um dos pontos mais significativos para um RH eficiente. E, o recrutamento preditivo tem tudo a ver com isso.

Nele, usamos os dados e a automação para responder rapidamente à questão-chave: qual é o melhor candidato para a vaga específica que abrimos?

Neste conteúdo, explicamos como a análise preditiva pode melhorar seu processo de recrutamento e seleção. Além disso, reunimos dicas para colocá-la em prática. Acompanhe!

O que é recrutamento preditivo?

O recrutamento preditivo é o uso da análise preditiva e de outras soluções de tecnologia de modo a identificar a melhor pessoa para uma vaga específica. Os dados são coletados e interpretados para projetar cenários com base em probabilidades.

Imagine, por exemplo, que a empresa recebeu dez mil currículos para uma vaga de auxiliar administrativo. A análise preditiva pode avaliar padrões e tendências nesses currículos, estimando e ranqueando os candidatos com maior compatibilidade com a vaga.

Uma das bases disso é a People Analytics. Essa metodologia consiste em coletar e interpretar dados sobre pessoas, de modo a entender suas:

Assim, temos de um lado um perfil de vaga e de outro candidatos que podem ser mais ou menos aderentes a ele. E a função da análise preditiva é desvendar quais são as melhores escolhas.

Vale ressaltar que a análise preditiva não é a única aplicável no recrutamento. Pode ser necessário integrar com outros métodos, como:

  • descritiva: entender um determinado contexto;
  • prescritiva: útil receber orientações sobre o que fazer;
  • diagnóstica: conhecer as causas de um problema.

Quais são os benefícios de contar com o recrutamento preditivo?

O modelo de recrutamento preditivo traz agilidade e eficiência aos processos. Além disso, existe maior probabilidade de tomar decisões acertadas e mais chances de agregar as pessoas certas. Confira os benefícios!

Ter escalabilidade no processo de recrutamento

O processo de recrutamento consegue crescer para receber mais candidaturas, sem perder qualidade ou aumentar os custos excessivamente. Isto é, torna-se escalável.

Imagine que, ao receber 10 currículos para uma vaga, a equipe de RH pode avaliar todos em um dia e marcar as entrevistas.

Já se crescermos esse número para 100 currículos, ou o time gastará mais tempo, ou fará no mesmo período com menos qualidade.

Por sua vez, o software consegue aplicar a mesma qualidade, com acréscimos mínimos no tempo de análise. Daí a ideia de ganhar escala.

Realizar a triagem de currículos

A triagem de currículos é um dos pontos mais importantes do recrutamento preditivo. Ao identificar padrões, tendências e rankear os candidatos, crescem as chances de encontrar os candidatos ideais para as vagas.

Aliás, a equipe de RH pode ter mais tempo livre para realizar análises humanas, além de considerar diversos fatores, como:

A triagem eficiente reduz a quantidade de currículos aprovados. Logo, com um número enxuto, os recrutadores podem:

  • ler as cartas de apresentação com atenção;
  • dedicar mais tempo às entrevistas;
  • aplicar provas vivenciais.

Divulgar oportunidades com mais eficiência

O recrutamento preditivo exige a transformação digital do processo. Com isso, diversas etapas ganham soluções de automação, indicadores de desempenho e visibilidade dos processos.

Entre as automações efetivas está a divulgação de vagas nos diversos canais utilizados pelo recrutamento da empresa. Não é preciso cadastrar as oportunidades uma a uma. Logo, você ganha tempo para tarefas de maior valor agregado.

Fazer uma avaliação abrangente dos candidatos

Outra vantagem é que recrutamos além da formação e experiência profissionais. Esses requisitos ainda são relevantes, mas vale a pena considerar outros fatores ao realizar uma contratação.

Um exemplo é o fit cultural. Se existe um alinhamento de valores, a pessoa se sente bem com as normas estabelecidas e tende a se adequar aos objetivos da empresa. Consequentemente, as chances de adaptação são maiores.

Já as análises comportamentais ajudam a prever atitudes. Algumas questões podem ser consideradas nesse caso:

  • Queremos alguém mais planejador, executor, analista ou comunicador?
  • Precisamos de alguém que se adaptará ao que é feito nas equipes ou que buscará coisas novas? 

Nesse sentido, a People Analytics pode ser aplicada às etapas específicas da seleção, como:

  • entrevistas;
  • testes de perfil;
  • provas vivenciais e de conhecimento. 

Nesse caso, os relatórios obtidos após a aplicação das técnicas vão fornecer os dados para as análises dos candidatos, facilitando a tomada de decisão pelos recrutadores.

Melhorar indicadores de RH

As melhorias no processo de recrutamento impactam diversos indicadores de RH, porque aumentam as chances de o candidato se adaptar ao cargo e atender às necessidades da empresa.

Um indicador afetado é o turnover recente. O recrutamento preditivo pode reduzir a chance de substituição dos profissionais, principalmente nos primeiros seis meses, que costumam estar mais ligados às escolhas no processo seletivo.

Além disso, existe mais chances de a pessoa se adaptar à empresa com o perfil e fit cultural. Portanto, a permanência desse novo talento é provável, especialmente se o colaborador encontrar um excelente clima organizacional.

Por fim, os indicadores específicos da área de recrutamento e seleção são beneficiados com:

  • custos de recrutamento;
  • vagas fechadas no prazo;
  • percentual de êxito nas contratações.

Como implementar o recrutamento preditivo?

O recrutamento preditivo combina novas práticas de gestão de pessoas com o uso da tecnologia. E precisamos realizar mudanças nessas duas áreas para adotar o modelo. Veja algumas dicas!

Pesquisar diversos fornecedores de tecnologia

Um primeiro passo é identificar softwares de recrutamento e seleção que ofereçam o suporte necessário para o processo. 

Existem diferentes opções no mercado, e você deve buscar aquela com melhor custo-benefício, considerando o volume de contratações, ferramentas e gastos envolvidos.

Avaliar as principais funcionalidades

Entre as funcionalidades está a automação de processos por software. Em alguns casos, usa-se a inteligência artificial para análises aprofundadas dos currículos e candidatos.

Outra funcionalidade comum é o processamento de dados na nuvem. Afinal, permite que grandes quantidades de candidaturas sejam analisadas, sem recorrer aos recursos internos de tecnologia da empresa.

Definir os canais de divulgação de vagas

Um terceiro ponto de atenção é a integração entre a tecnologia e os canais pelos quais a empresa receberá as candidaturas. O volume de candidaturas conta bastante nesse caso.

Os portais de vagas são bastante utilizados. Afinal, é possível dispensar trabalhos manuais, desde que exista integração com o software de RH.

Já para processos menores, existe a possibilidade de converter documentos escaneados em texto editável — em empresas que recebem currículos físicos.

Criar os perfis de vaga

Outro passo significativo do recrutamento preditivo é entender o que a empresa busca:

  • valores organizacionais;
  • competências necessárias;
  • perfis comportamentais buscados.

O perfil será o modelo de comparação com os candidatos. Portanto, precisam estar bem definidos para você atender as necessidades da empresa.

Contar com ajuda do Great Place to Work®

O GPTW pode ajudar sua empresa a implementar um recrutamento preditivo. Temos mais de 25 anos avaliando práticas de gestão de pessoas nas melhores empresas do país, e muitas das nossas soluções se conectam aos desafios de quem precisa agregar pessoas na organização.

Com o diagnóstico organizacional por meio da pesquisa de clima, por exemplo, você terá retrato completo da empresa, entendendo aspectos como clima e cultura organizacionais. Assim, as melhorias a serem feitas no recrutamento podem ser identificadas e trabalhadas com planos de ação elaborados em conjunto com nosso time de especialistas.

A chave para o recrutamento preditivo e boa parte das ações da gestão de pessoas é a análise de dados. Portanto, vale a pena trazer esse know-how à sua empresa.

Assim, você pode transformar a gestão de pessoas, deixando o RH preparado para realizar um recrutamento preditivo. Consequentemente, agregará pessoas com eficiência e agilidade.

Se quiser entender como funcionam as consultorias, na prática, confira as soluções do GPTW!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdos Relacionados

Assine a newsletter do GPTW

e fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se